fbpx
Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Resenha de filme: E se fosse verdade?

Filme E se fosse Verdade?

Naqueles dias de chuva ou até mesmo feriados que precisamos de algo leve para relaxar, não tem nada melhor que assistir um filme bem gostoso, né? Um dos gêneros que mais gosto nesse quesito são as comédias românticas. Misturar uma história de amor com um pouquinho de riso é uma ótima terapia, principalmente quando tudo o que queremos é nos desligar da realidade. Se forem histórias fofas, que deixem uma mensagem bonita no final, ainda melhor! E é exatamente isso que o filme E se fosse verdade? (ou Just Like Heaven, em inglês) traz. À convite do site Mega Filmes Online, vim contar pra vocês um pouco da minha comédia romântica favorita. Conheci a história há alguns anos e, desde então, sempre que passa nos canais de TV eu assisto. É aquele filme que a gente não enjoa e se apaixona ainda mais!

Sinopse: Em E se fosse Verdade (Just Like Heaven), David Abbott (Mark Ruffalo) alugou recentemente um belo apartamento em San Francisco. A última coisa que ele gostaria era dividi-lo com alguém, mas logo surge uma jovem bonita e controladora, chamada Elizabeth (Reese Witherspoon), que insiste que o apartamento é seu. David imagina que houve um grande mal entendido, até Elizabeth simplesmente desaparecer. Ele muda a fechadura de casa mas isto não impede que Elizabeth ressurja, sempre aparecendo e sumindo como se fosse em um passe de mágica. David fica então convencido de que Elizabeth é um fantasma e passa a tentar ajudá-la a passar para o “outro lado” do pós-vida. Só que ela está convencida de que também está viva e se recusa a fazer qualquer travessia.

Resenha: E se fosse verdade?

Filme E se fosse Verdade?

E se fosse verdade começa com Elizabeth no hospital onde trabalha. Ela é bem focada no que faz e não está interessada em encontros. Por isso se incomoda quando a irmã informa que ela irá conhecer um novo rapaz. Mesmo contrariada, no final do expediente resolve se encontrar com ela e o homem misterioso. No caminho, a médica sofre um acidente e não consegue chegar ao compromisso.

É aí que a história muda e mostra David, um paisagista que perdeu a mulher recentemente. Após a morte da esposa, ele está bem deprimido e vive bebendo, assistindo TV e sem interesse em qualquer coisa. Para mudar de vida, resolve adquirir um novo apartamento. É quando ele consegue comprar um que, até antes do acidente, era de Elizabeth.

Tudo seria normal se ele não começasse a vê-la. Os dois, que não chegaram a se conhecer, passam a ter momentos estranhos juntos. Para Elizabeth, ela está viva e David é só um bêbado que acha ser dono do imóvel. Já ele tem certeza que está tendo alucinações. Demora um pouco para o casal entender que, na verdade, a personagem precisa de ajuda.

O casal então parte em busca de qualquer indício sobre quem foi Elizabeth. Não antes, é claro, de David chamar padres para tirar o tal espírito do apartamento – cenas que rendem muitas risadas. A personagem não se lembra muito de sua vida “passada”, mas eles conseguem encontrar pistas que ajudem. É aí que começam as melhores partes do filme!

Uma das cenas que mais gosto de E se fosse Verdade é quando ela descobre ser uma médica. Elizabeth ajuda David a salvar um rapaz caído no restaurante, mas o paisagista fica bem perdido e atordoado. É engraçado porque, mesmo conseguindo, ele não se dá bem com sangue e acaba desmaiando!

Mas não é só de risos que a história é formada. As cenas de romance são bem fofas. Em alguns momentos a gente se pega torcendo pelo casal, pois não podem nem se tocar. Quando realmente conseguem, acontece outro problema que os impedem de viver o amor que descobriram nesse tempo juntos. Não vou contar pra não dar (mais) spoiler, tá? 😉 haha.

Filme E se fosse Verdade?

E se fosse verdade é um filme daqueles para rir, suspirar e querer ainda mais. Além disso, a história deixa muitas lições para levar para a vida. Uma delas é que a gente nunca sabe o que vai acontecer amanhã, então é sempre bom aproveitar o presente antes que tudo mude, né?

O casal também é apaixonante e carismático. David faz o tipo bobão, mas super engraçado. Já a Elizabeth, mesmo mais séria, consegue ser sarcástica e trazer muitas risadas para a história. A irmã, Debbie, não fica atrás. A cena dos três é hilária!

O filme já tem dez anos que foi para a telona, mas continua sendo uma delícia assistir. Se você curte comédias românticas com muitas risadas e suspiros, com certeza vai adorar esta. Ele vive passando na TV, tanto em canais fechados quanto na Globo, então vale a pena conferir. Ah, e também dá para assistir pela internet ou Netflix!

Agora quero saber de vocês: curtiram a dica? Já conheciam o filme? O que acham? Comentem aí!

* Este post é um publieditorial

Compartilhe o post

8 comentários

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.