fbpx
Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Resenha de filme: A teoria de tudo

Resenha do filme A Teoria de Tudo

Acho que eu nunca fiz resenha de filme aqui no blog, né? Confesso que esse não é meu forte, já que mal tenho tempo para assistir e vivo atrasada com relação aos lançamentos. Porém, aproveitando o clima de Oscar e minha meta de assistir mais longas neste ano, cá estou eu trazendo um novo assunto para o Julie de Batom. E eu não poderia começar com outro filme que não fosse A teoria de tudo!

Sinopse: Baseado na biografia de Stephen Hawking, o filme mostra como o jovem astrofísico (Eddie Redmayne) fez descobertas importantes sobre o tempo, além de retratar o seu romance com a aluna de Cambridge Jane Wide (Felicity Jones) e a descoberta de uma doença motora degenerativa quando tinha apenas 21 anos. (fonte)

Resenha: A Teoria de Tudo

Resenha do filme A Teoria de Tudo

Assisti A teoria de tudo na segunda-feira passada com meu namorado. De começo, eu poderia jurar que o filme seria dramático do começo ao fim, estilo aqueles baseados em livros do Nicholas Sparks, onde sabemos que alguém vai morrer e vamos chorar muito no final. Esperava cenas dramáticas, forçadas para fazer o telespectador se comover com a história do Stephen Hawking. Afinal, o cara tem uma doença foda e, para mim, o filme seria focado justamente nisso.

Olha, ainda bem que eu errei!

O personagem Stephen tem um estilo nerd e a gente espera que ele tenha muito trabalho para conquistar Jane. Não li o livro e não sei se o filme foi fiel nesta parte, mas gostei de não ver enrolação no flerte entre os dois. A personagem é apresentada logo no começo do filme e o Stephen não fica de timidez para falar com a garota. Direto, assim como a introdução da Jane na história.

Os momentos pré-descoberta da doença não são tão longos. Como diz na sinopse, o Stephen descobre que tem ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica, aquela que o pessoal fez o banho de gelo no ano passado) aos 21 anos. Depois disso, o que vemos na tela é uma história de amor. Para mim, foi esse sentimento que levou todo o filme adiante.

Resenha do filme A Teoria de Tudo

A Jane se mostra uma mulher forte, apesar da aparência de sensível. Mesmo com a pouca expectativa de vida do namorado, ela fica por perto e até resolve se casar. A partir daí, nós somos apresentados à uma Jane diferente, guerreira e que faz de tudo pelo cara que ama – inclusive deixar suas coisas de lado para se dedicar em ajudá-lo.

O filme mostra as etapas da doença e como ela vai piorando com o tempo. O que eu mais gostei em A teoria de tudo é que não há apelações. Em nenhum momento eu senti que a cena queria me fazer chorar. Não vou dizer que a história é leve porque mostra, sim, momentos mais difíceis. Porém, gostei da forma como foi retratada. Ela mostra o que aquelas pessoas estavam vivendo, sem forçar, sem querer tornar alguém coitado. Você percebe que o Stephen está se esforçando para lidar com a doença, mas não choraminga nem reclama da vida. Pelo contrário: continua na faculdade, se casa, tem filhos e vai crescendo em seus estudos, se tornando conhecido mundialmente.

Outro ponto forte é que os personagens são pessoas de verdade. Ok, sei que a história é baseada em fatos reais, mas odeio assistir um filme nesse estilo e sentir que todos são perfeitos, não erram e são mocinhos. Não vou entrar em detalhes para não contar spoilers, mas em A teoria de tudo nós vemos os personagens errando, se cansando da rotina, diferente da visão de “heróis” que muitas vezes é apresentada a nós.

Resenha do filme A Teoria de Tudo

Falando da parte mais técnica, gostei muito da fotografia. Esta é sempre a primeira coisa que reparo em um filme, afinal é uma das primeiras que é apresentada. Gostei também da caracterização dos personagens. O Stephen ficou mega parecido ao real! O pessoal da internet até fez uma montagem (confira) com as fotos do casamento. Achei que ficou bem parecido!

No geral, gostei muito do filme e ele entrou para a lista dos meus favoritos (entre eles está Boyhood, também indicado ao Oscar)! Para quem não conhece a história do Stephen, vale a pena assistir A teoria de tudo. Mesmo se você não é ligado no trabalho dele nem se interessa muito por física, fica a dica de uma história bem legal para acompanhar. Vale a pena assistir, eu juro! Ah, não vou classificar em estrelinhas como o pessoal faz por aí, pois não consigo resumir minha opinião em níveis, tá? haha.

A teoria de tudo está concorrendo nas categorias de melhor filme, melhor ator (Eddie Redmayne, interpretando o Stephen), melhor atriz (Felicity Jones, interpretando a Jane), melhor roteiro adaptado e melhor trilha sonora. Será que ele leva alguma estatueta? Vamos esperar 😉

E vocês? Já assistiram este filme? Comentem aí o que acharam! Ah, e não se esqueçam de me dizer se curtiram este tipo de post. Se sim, prometo trazer mais. Combinado? (e vou finalizar com este gif pelo simples motivo de amar cenas em carrossel, vlw flw)

Resenha do filme A Teoria de Tudo

Compartilhe o post

5 comentários
  • Allie Próvier
    março 5, 2015

    Tô louca pra assistir esse filme, e com a sua resenha fiquei mais louca ainda, hahaha. Achei a fotografia dele linda também, e acho que isso dá um toque super especial à atmosfera da história. Acho incrível a força do Stephen, em como ele conseguiu contornar uma coisa que, no início, seria o fim pra ele, e ele conseguiu transformar em genialidade. Esse cara é incrível.
    E eu tenho certeza absoluta de que vou chorar muito, porque eu choro com tudo, hahahah. Amei a resenha! <3

    Lovecats | allieprovier.blogspot.com

  • Bruna
    março 4, 2015

    Confesso que to louca pra assistir <3

  • Beatriz Maia
    março 1, 2015

    Adorei a resenha, o filme parece ser lindo! Assim que tiver um tempinho irei ver também ♥

    http://www.pensamentosdetaximetro.blogspot.com

  • Caique Medeiros
    fevereiro 24, 2015

    Já li várias resenhas desse filme, mas confesse que a sua foi a melhor, Ju. Parabéns!

    http://blogdocmedeiros.blogspot.com.br/

  • Yasmim Ramos
    fevereiro 23, 2015

    Esse Filme parece ser lindo! Vi só o trailer e fiquei emocionada,
    E já tô torcendo que ele ganhe no Oscar <3 Yay!

Deixe seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.